7 dicas para a primeira vez ser perfeita

Algumas atitudes podem fazer a diferença para que dê tudo certo – e não se preocupe, o nervosismo é normal

Rafael Bergamaschi, iG São Paulo |

Getty Images
Primeira vez tem que ser com um garoto atencioso e carinhoso

Na próxima sexta-feira (18) estreia nos cinemas “ A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1 ”. Entre outros acontecimentos que as fãs da série vampiresca mal podem esperar para ver, o filme mostra a primeira vez do casal protagonista Edward Cullen e Bella Swan . Como todo casal virgem, ambos estão nervosos, mas Edward é um cavalheiro exemplar e a noite acaba sendo a melhor forma de expressão do amor que um sente pelo outro.

No caso de Bella, os dois optaram pelo sexo somente depois do casamento – que no caso dela foi bem cedo, aos 18 anos – mas cada pessoa tem seu tempo, algumas podendo demorar mais e outras menos até se sentirem aptas para a o ato.

Para que você não fique uma pilha de nervos quando sentir que chegou a hora certa, confira sete dicas de especialistas para que tudo saia perfeito:

Curta nossa página no Facebook

1. A escolha da pessoa certa cabe a você. Como saber se aquele garoto lindo que está te dando bola deve ser o escolhido? A sexóloga Carla Cecarello dá a dica: “a primeira vez tem que ser com o garoto que é mais educado, atencioso e carinhoso. É essa postura dele que a garota tem que avaliar para saber se é ou não um bom candidato”. A garota tem que escolher quem ela quer, e não ser escolhida. Portanto, se o garoto pressiona e não espera que você se sinta à vontade com a situação, já sabe: fora na certa.

2. Conheça o próprio corpo. “É muito importante conhecer o próprio corpo antes de deixar que outra pessoa o conheça”, explica a Dra. Poliani Prizmic, ginecologista do Hospital São Luiz. O que isso significa? Não tenha vergonha de se masturbar. É através da masturbação que a garota aprende quais os pontos de prazer e o que a agrada mais – e não precisa ter medo, masturbar-se não faz com que o hímen se rompa.

3. Escolha um local adequado. Quase tão importante quanto eleger a pessoa certa é encontrar um local propício. “É importante que ela esteja em um lugar onde ela se sinta segura”, diz Poliani. Ou seja, nada de sexo na rua, no carro ou na balada. Nenhum lugar onde o casal possa ser surpreendido por outras pessoas é uma boa. A situação já é tensa o suficiente.

4. Sexo pela primeira vez não tem que ser uma experiência dolorosa. Todas suas amigas dizem que a primeira vez dói e que você não deve esperar sentir prazer? Elas estão erradas. “Isso não é verdade. Só vai doer se ela estiver nervosa, pois a musculatura pélvica se contrai, o que dificulta a entrada do pênis na vagina”, garante Carla. Quanto mais tranquila e segura a garota estiver, maiores as chances de não sentir dor. “Se for com uma ideia pré-concebida de que vai doer, aí dói mesmo”, acrescenta a sexóloga.

Getty Images
Preservativo previne contra DSTs
5. Valorize as preliminares. O momento que você esperou por tanto tempo chegou. Por que se apressar agora? “É importante que o casal troque carícias antes da relação”, diz Carla Cecarello. Para não ir direto à penetração, o casal pode tentar tomar um banho juntos ou massagear os corpos um do outro, por exemplo. Qualquer prática que os aproxime. “Dessa formal, os dois ganham mais intimidade com o corpo do outro e assim se sentem mais livres”, explica Carla.

6. Não espere que ocorra sangramento. “É muito comum que a garota não sangre na primeira vez”, explica a ginecologista Poliani Prizmic. Segundo a profissional, isso vai depender do tipo de hímen que a garota tem. De acordo com a sexóloga Carla, o ideal é que os dois saibam desta situação. “É importante se certificar que o garoto saiba disso para que o momento não seja frustrante para nenhum dos dois”, diz.

Siga o iGirl no Twitter

7. Sem camisinha, nem pensar. Antes de fazer sexo pela primeira vez, as especialistas recomendam que se vá a um ginecologista. O profissional da área indicará qual o melhor método anticoncepcional para cada caso. Isso, no entanto, não elimina a necessidade da camisinha. “O adolescente muitas vezes pensa no preservativo como algo que apenas evita a gravidez, mas é um método importantíssimo para prevenir DSTs (doenças sexualmente transmissíveis)”, finaliza Carla.

    Leia tudo sobre: Primeira vezsexodúvidasdicasmeu corpocamisinhamaislidas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG